Proposta de Redação - A escassez de água potável no Brasil

Helena Borges

A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita formal da língua portuguesa sobre o tema “A escassez de água potável no Brasil”, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos para a defesa do seu ponto de vista.

TEXTO 1

ONU: população precisará de 40% a mais de água em 2030

Na semana em que se comemorou o Dia Mundial da Água (22 de março), a Organização das Nações Unidas (ONU) previu que, em 2030, a população global vai necessitar de 35% a mais de alimento, 40% a mais de água e 50% a mais de energia. Neste ano, as celebrações giram em torno do tema Água e Energia, e a relação arraigada entre esses dois elementos foi destaque na reunião da ONU, em Tóquio, para celebrar o dia.

(...)

O Relatório Global sobre Desenvolvimento e Água 2014, de autoria da ONU-Água, reforça a necessidade de políticas e marcos regulatórios que reconheçam e integrem abordagens sobre prioridades nas áreas de água e energia.
O Relatório Mundial das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento dos Recursos Hídricos é o documento principal da ONU-Água, elaborado pelo Programa Mundial de Avaliação de Recursos Hídricos (WWAP), um programa da ONU-Água com sede na UNESCO.

(...)

Este importante relatório é um documento integral, que oferece uma visão global da situação dos recursos de água doce no Planeta. Nele são analisadas as pressões exercidas pelas decisões relacionadas à demanda por água e os efeitos que elas têm sobre a sua disponibilidade. Oferece ferramentas que ajudarão as lideranças de governos, setor privado e sociedade civil a fazerem frente aos riscos atuais e futuros. O relatório também sugere meios para reformar as instituições.


TEXTO 2

O que aprender com a crise hídrica de 2014?

Após vivenciarmos um verão atípico, o mais quente e seco em sete décadas, São Paulo, a maior cidade do país e da América do Sul, vive um momento de crise hídrica que poderá gerar instabilidade social, política e econômica. Pela primeira vez, a questão ambiental escancara com clareza a fragilidade de um sistema que não priorizou a água no seu modelo de desenvolvimento, ou, se priorizou, não foi suficiente.

E isto não se deve unicamente à variabilidade do clima, embora seja este um dos fatores principais do processo. A concentração da população nos grandes centros urbanos gerou uma demanda de recursos naturais maior do que a capacidade de atendimento do espaço em que está locada. Isto fez com que a região metropolitana de São Paulo ficasse dependente da importação de recursos de outras localidades, que é o caso da água.

(...)

A crise hídrica de 2014 é muito mais séria e ampla do que se pode imaginar. E não poderá ser resolvida apenas com a economia das donas de casa ou com a melhoria das condições climáticas. Há outros fatores relevantes neste processo, que podem afetar, inclusive, o desenvolvimento do País.


Fonte: http://br.guiainfantil.com/direitos-das-criancas/450-trabalho-infantil-no-brasil.html - Acesso em 12/03/2014 - Texto adaptado

TEXTO 3

Uso sustentável da água

(...)

Diante dos problemas encontrados no Brasil e no mundo a respeito do uso insustentável dos recursos hídricos, a divulgação e disseminação de técnicas de baixo custo de uso sustentável da água podem ser de grande importância para solucionar problemas de populações locais de baixo índice econômico, assim como propor alternativas sustentáveis de planejamento e gerenciamento dos recursos naturais aos tomadores de decisões. É de grande importância que sejam estudadas novas estratégias de uso sustentável da água nos dias de hoje. (...) A educação ambiental torna-se fundamental para disseminar essas estratégias através da sociedade.

Fonte: http://usosustentaveldaagua.tripod.com/ - Acesso em 16/04/2014 - Texto adaptado


TEXTO 4

Fonte: http://www.atitudessustentaveis.com.br/atitudes-sustentaveis/sustentabilidade-reaproveitamento-da-agua/ - Acesso em 16/04/2014